segunda-feira, 12 de junho de 2017

Veja como criar aves silvestres de forma legal

De forma geral, aves são uma boa opção de animais de estimação para quem não tem tempo ou disposição para passear com cães, ou é alérgico a gatos, por exemplo. Também podem ser preferência de quem não tem muito espaço dentro de casa.

Mas, apesar de muitos desses animais serem naturais da fauna brasileira, é preciso obtê-los dentro da legalidade, porque isso garante não apenas um exemplar de boa saúde, mas também rechaça o tráfico de animais. Já no caso de aves exóticas, ou seja, que não são naturais da fauna do País, o comércio ilegal e o contrabando, além de predatórios, podem causar efeitos negativos nos ecossistemas brasileiros.




A Legislação Brasileira prevê proteção aos animais silvestres, sendo que qualquer pessoa que esteja de posse destes animais sem a devida comprovação da origem é considerada infratora. Esta pessoa fica sujeita à Lei 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, de Crimes Ambientes.


Regras  para se adquirir  um pássaro de forma legal

1 - CRIATÓRIOS AUTORIZADOS: Aves legais são provenientes de criadouros comerciais devidamente autorizados pelo IBAMA, verifique junto a este órgão, no seu Estado, se o criatório ou estabelecimento comercial de onde a ave vem é devidamente credenciado, possui uma Autorização de Manejo e está em situação regular;

2 - NOTA FISCAL: Aves legais são vendidas, sempre, com nota fiscal, documento que será a prova, juntamente com o Certificado de Origem, de que sua ave está regularizada;

3 - CERTIFICADO DE ORIGEM: A partir de março de 2015, a legalidade das aves somente será comprovada mediante a apresentação do Certificado de Origem, que é um documento emitido pelo sistema Sisfauna do IBAMA, além da respectiva Nota Fiscal;



4 – PREÇO: Aves legais exigem gastos elevados para serem produzidas comercialmente, pois são muito bem tratadas em todas as etapas de seu desenvolvimento. Esta é a única forma de se sustentar um criatório legalmente. Portanto, fique muito atento a preços demasiadamente baixos, são um indicativo de uma possível proveniência ilegal;

5 – ANILHA: Atente cuidadosamente à anilha do animal, aquele anel metálico que deve ser colocado na patinha do filhote ainda pequeno. Criadores legalizados vendem aves com anilhas fechadas, sem nenhuma abertura ou corte. Antes de adquirir seu animal, verifique se a anilha tem sinais de qualquer abertura, rachadura, quebra, ou se é a chamada "anilha bambolê", que fica folgada na pata da ave, permitindo sua colocação no animal adulto que não nasceu em um criatório - indício de proveniência ilegal.

Várias espécies de animais, no entanto, já são consideradas como de estimação e, portanto, não precisam ser adquiridas de criadouros legalizados, como é o caso de Canários, Calopsitas, Periquitos, Hamsters, Chinchilas entre outros.









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estou aqui para agradecer a você...
Sua gentileza por tirar um tempo para deixar um comentário
Muito obrigada sua opinião é importante .

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...